top of page

O Rio de Janeiro se torna a capital mundial das Harpas no mês de julho


Acompanho o RioHarpFestival desde o seu inicio e só vejo crescer no mundo da harpa¨

Vanja Ferreira, 1ª harpista da Orquestra Sinfônica Nacional

Já toquei com orquestras de comunidades anteriormente e me senti engrandecido pela parceria com um trabalho tão lindo ali desenvolvido e que o RioHarpFestival nos proporciona este intercambio”

Jacques Vandelvede, harpista Belga

Considerado o maior festival de harpas do mundo, RioHarpFestival 2023 recebe músicos de 22 países no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro e tem versões em Brasília, São Paulo e em cidades de 7 países europeus

Com entrada franca, a programação vai da harpa tradicional ao koto japonês, passando por fusões entre músicos de diferentes continentes e a camerata Uerê, com crianças e adolescentes das comunidades cariocas, que dividem o palco com o alemão Markus Thalheimer, um dos principais expoentes contemporâneos do instrumento


Currículos e fotos de todos os artistas:


Durante o mês de julho, o Rio de Janeiro torna-se a capital mundial das harpas. É o XVIII RioHarpFestival que entre 01 e 31 de julho de 2023 apresenta 30 harpistas de 22 países, cerca de 150 músicos distribuídos por várias orquestras (muitas delas de programas de inclusão social desenvolvidos em comunidades), inserindo o festival do Brasil como o mais forte do circuito mundial. O sucesso de público das edições anteriores também chancela a importância da realização brasileira. O Banco do Brasil patrocina o projeto, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

São 73 concertos em 31 dias ininterruptos, todos com entrada franca, nas mais diversas formações da harpa e similares. São culturas musicais que vão da harpa mais conhecida, originada entre a Europa e o norte da África no século VIII, ao koto japonês. Em uma diversidade que vai do alaúde do duo de origem libanesa Al Nur Kibir a músicos formados nas comunidades cariocas e consagrados instrumentistas eruditos vindos das mais variadas partes do globo. O XVIII Rio Harp Festival reúne expoentes da África do Sul à Índia, além de representantes de quase toda a Europa e a América Latina.

A maioria das apresentações ocorre no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB RIO), que recebe 54 recitais em duas apresentações diárias no seu teatro, com capacidade para 172 pessoas. Também haverá recitais no Arte Sesc Rio, no Flamengo, e em locais que vão do CCJF (Centro Cultural da Justiça Federal), na Cinelândia, ao SESC Quitandinha, em Petrópolis, Real Gabinete Português de Leitura, Biblioteca Nacional, Jockey Club, Palácio São Clemente - Consulado de Portugal, Casa Museu Eva Klabin, além de pontos turísticos e históricos do Rio de Janeiro, como o Corcovado e o Forte de Copacabana.

Entre os destaques da edição 2023, está o harpista alemão Markus Thalheimer, que abre a programação, às 13h, no dia 1º de julho, dividindo o palco do CCBB RJ com a camerata do projeto Uerê, formada por crianças e adolescentes de comunidades do Rio de Janeiro que tocam instrumentos de cordas e percussão.


Outro encontro de harpistas europeus com a música brasileira vem com a belga Heleen Vandeputte, que faz arranjos especiais para canções infantis do Brasil, como "Se Esta Rua Fosse Minha" e faz quatro apresentações no CCBB RJ, dos dias 17 a 20 de julho.

A extensa programação inclui, ainda, no fim de semana dos dias 22 e 23 (sábado e domingo), o trio Trio Fujiyama Nippon, do Japão, representando o koto - harpa horizontal japonesa. No dia 28 (sexta-feira), é a vez do Duo Portinari, que com nome em homenagem ao grande pintor brasileiro, reúne a harpista argentina Soledad Yaya e o violista canadense Peter Pas.


O Brasil é representado por músicos como a harpista Vanja Ferreira, solista da Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, que toca em diferentes formações, incluindo o duo com Elder Teixeira e participação com a Rio Camerata, além do Quarteto Diamante Negro, formado por musicistas negras.


Outras atrações são programas mesclando harpistas estrangeiros com indígenas, com gaitas de foles, com cavaquinhos e com o Madrigal Cruz Lopes.


A harpista Claire LeFur traz um programa diferente com imagens dela no fundo do mar das Antilhas coordenadas com seu repertório no palco. E os Ecos Latinos, de New Orleans, trazem o jazz e os blues americanos. A programação completa está no site https://rioharpfestival.com.br.

Com quase duas décadas de tradição, o XVIII Rio Harp Festival, uma realização do consagrado projeto Música no Museu, possuiu, sem dúvida, o maior elenco de atrações de um Festival Internacional de Harpas. Este ano, o festival também compartilha atrações com o VII SP Harp Festival (12 a 16 de julho) e com o I BSB Harp Festival, de 28 de junho a 2 de julho de 2023. Tanto em Brasília quanto em São Paulo, todas as apresentações serão nas respectivas sedes locais do Centro Cultural Banco do Brasil.


Quando começamos em 2005 não imaginávamos que pudéssemos alcançar tanta amplitude no meio da harpa. E isto se consolidou quando fui convidado para o World Harp Congress na Holanda e Canadá podendo falar sobre o nosso RioHarpFestival que encantou os harpistas de todo o mundo. A partir daí não paramos de crescer”, afirma Sérgio da Costa e Silva, idealizador e realizador do festival que é considerado o maior festival internacional de harpas do mundo.

Para Sueli Voltarelli, Gerente Geral do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, “realizar o Festival Internacional de Harpas no CCBB Rio é muito gratificante. Vemos uma grande diversidade de público interessada em conhecer esse instrumento de sonoridade variada, tocado por músicos de toda parte do mundo, que desperta intensa curiosidade tanto de jovens como de adultos. Patrocinar o RioHarp é contribuir, também, para a democratização do acesso e a popularização da música instrumental, e mais uma oportunidade de aumentar a conexão dos brasileiros com a arte e a cultura nacional e internacional”.

SOBRE O CCBB RJ

Inaugurado em 12 de outubro de 1989, o CCBB está instalado em um edifício histórico, projetado pelo arquiteto do Império, Francisco Joaquim Bethencourt da Silva. Marco da revitalização do centro histórico do Rio de Janeiro, o Centro Cultural mantém uma programação plural, regular e acessível, nas áreas de artes visuais, cinema, teatro, dança, música e pensamento. Em 33 anos de atuação, foram mais de 3 mil projetos oferecidos ao público, e, desde 2011, o CCBB incluiu o Brasil no ranking anual do jornal britânico The Art Newspaper, projetando o Rio de Janeiro entre as cidades com as mostras de arte mais visitadas do mundo. O prédio dispõe de 3 teatros, 2 salas de cinema, cerca de 2 mil metros quadrados de espaços expositivos, auditórios, salas multiuso e biblioteca com mais de 250 mil exemplares. Os visitantes contam ainda com restaurantes, cafeterias e loja, serviços com descontos exclusivos para clientes Banco do Brasil. O Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro funciona de segunda a sábado, das 9h às 21h, no domingo, das 9h às 20h, e fecha às terças-feiras. Aos domingos, das 8h às 9h, o prédio e as exposições abrem em horário de atendimento exclusivo para visitação de pessoas com deficiências intelectuais e/ou mentais e seus acompanhantes, conforme determinação legal (Lei Municipal nº 6.278/2017).


Serviço:

XVIII RioHarpFestival

De 01 a 31 de julho – Teatro I

2 apresentações diárias, de quarta a segunda.

Entrada gratuita, com distribuição de senhas uma hora antes de cada espetáculo

Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do CCBB ou pelo site bb.com.br/cultura

Centro Cultural Banco do Brasil

Contato: 21 3808-2020 | ccbbrio@bb.com.br

Mais informações em www.bb.com.br/cultura

Siga também o CCBB nas redes sociais:

Assessoria de Imprensa

A Dois Comunicação: www.adoiscom.com - (21) 3593-4245

Anna Accioly (21) 98616-6688 - anna.accioly@adoiscom.com

Renata Monteiro (21) 98880.7192 - renata@adoiscom.com

@adoiscomunicacao

CCBB Rio

Giselle Sampaio: +55 021 38082346 / gisellesampaio@bb.com.br

Programação:

XVIII RioHarpFestival (1 a 31 de julho)

01 de julho (sábado)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Camerata do Uerê part. especial Markus Thalheimer, harpa (Alemanha)

· 15h Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Joost Willemze, harpa (Holanda)


02 de julho (domingo)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Joost Willemze (Holanda) part. especial Orquestra de Gaita de Foles

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Markus Thalheimer, harpa (Alemanha)


03 de julho (segunda-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Markus Thalheimer, harpa (Alemanha)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Edith Gasteiger, harpa (Áustria)


04 de julho (terça-feira)

· 13h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

Edith Gasteiger, harpa (Áustria)

· 15h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

Markus Thalheimer, harpa (Alemanha)

· 18h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

DIVINI TRIO - Trio Vanja Ferreira, harpa; Igor Levy, flauta e Nadja Daltro, voz (Brasil). Convidado especial, Tibor Fittel, acordeão (Brasil) - "Passeando pela música italiana"


05 de julho (quarta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Les Alizes - Claire Le Fur, harpa; François Detton, flauta e Fernando Renau-Ferrer, percussão (França)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Emanuela Degli Esposti, harpa e Marino Bedetti, oboé (Itália)


06 de julho (quinta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Emanuela Degli Esposti, harpa e Marino Bedetti, oboé (Itália)

· 15h Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Les Alizes - Claire Le Fur, harpa; François Detton, flauta e Fernando Renau-Ferrer, percussão (França)

· 19h. Palácio São Clemente (Consulado Portugal) - R. São Clemente, 424 - Botafogo

Duo Spiritus Filmum - Leonor Maia harpa e Francisco Barbosa, flauta (Portugal)


07 de julho (sexta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Spiritus Filmum - Leonor Maia harpa e Francisco Barbosa, flauta (Portugal)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Emanuela Degli Esposti, harpa e Marino Bedetti, oboé (Itália)

ECOS LATINOS - Patrice Fisher, harpa; Fran Comiskey, piano; Betsy Braud, flauta (EUA), Carlos Valadares, percussão (Guatemala) Reinaldo Pestana, percussão e Papito Mello, baixo (Brasil) part. Especial Claire Le Fur (França)


08 de julho (sábado)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

ECOS LATINOS - Patrice Fisher, harpa; Fran Comiskey, piano; Betsy Braud, flauta (EUA), Carlos Valadares, percussão (Guatemala) Reinaldo Pestana, percussão e Papito Mello, baixo (Brasil) part. Especial Claire Le Fur (França)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Claire Le Fur (França)

· 17h. Casa Museu Eva Klabin - Av. Epitácio Pessoa nº2480, Lagoa

Duo Spiritus Filmum - Leonor Maia harpa e Francisco Barbosa, flauta (Portugal)


09 de julho (domingo)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Spiritus Filmum - Leonor Maia harpa e Francisco Barbosa, flauta (Portugal)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Cacique Urutau Guajajara e coro Indígena, Beatriz Millàn, harpa (Espanha)


10 de julho (segunda-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Beatriz Millàn, harpa (Espanha)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

ECOS LATINOS - Patrice Fisher, harpa; Fran Comiskey, piano; Betsy Braud, flauta (EUA), Carlos Valadares, percussão (Guatemala) Reinaldo Pestana (Brasil), percussão e Papito Mello, baixo (Brasil)

· 20h. Jockey Club Brasileiro, Salão das Rosas 3º andar da Tribuna Social - Praça Santos Dumont, 31 - Gávea

Dina Celeste, harpa e Gaby Portillo, violão (Paraguai)


11 de julho (terça-feira)

· 13h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

Dina Celeste, harpa e Gaby Portillo, violão (Paraguai)

· 15h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

Al Sharq Quarteto (Homenagem a países Orientais - Turquia, Egito e países com descendência Árabes) - Jaffer Swamani, Rudá Brauns, Vicente Alexim e Marcelo Conti

· 18h. Biblioteca Nacional - Rua México, s/nº - Centro

Prem Ramam, santoor (harpa indiana) e voz; Prem Gopal, tabla e Cláudio Gama, flauta bansuri (Índia)


12 de julho (quarta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Beatriz Millàn, harpa (Espanha)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Baltazar Juarez, harpa (México)


13 de julho (quinta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Baltazar Juarez, harpa (México)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Dina Celeste, harpa e Gaby Portillo, violão (Paraguai)

· 17h. Academia Nacional de Medicina - Av. Gen. Justo, 365 - Centro

Beatriz Millàn, harpa (Espanha) part. especial Vanja Ferreira, harpa (Brasil)


14 de julho (sexta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Adán Vásquez, harpa (República Dominicana/EUA)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Edith Gasteiger, harpa (Áustria)

Grupo Sadhana (Homenagem à Índia - Música Clássica Hindustani, Bhajans e Sankirtans) - Jaffer Swamani, Cláudio Gama, Danilo Sena e Pedro Martins


15 de julho (sábado)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Edith Gasteiger, harpa (Áustria)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Adán Vásquez, harpa (República Dominicana/EUA)


16 de julho (domingo)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Adán Vásquez, harpa (República Dominicana/EUA)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Tambores do Japão part. especial Jacques Vandevelde, harpa (Bélgica)


17 de julho (segunda-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Cacique Urutau Guajajara e coro Indígena part. especial Jacques Vandevelde, harpa (Bélgica)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Heleen Vandeputte (Bélgica)

· 16h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Master Class Adán Vásquez (República Dominicana/EUA)


18 de julho (terça-feira)

· 12h30. Real Gabinete Português de Leitura - R. Luís de Camões, 30 - Centro

Jacques Vandevelde (Bélgica)

· 15h. Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) - Av. Rio Branco, 241

Heleen Vandeputte, harpa (Bélgica) part. especial Roberta Arruda, violino (Brasil)

· 18h. Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) - Av. Rio Branco, 241

Walter Morato (Argentina)


19 de julho (quarta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Heleen Vandeputte, harpa (Bélgica) part. especial Roberta Arruda, violino (Brasil)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo-Project: ENTRELACS - Maria Palatine, harpa/voz e Bernard Tirtiaux, voz (Bélgica)


20 de julho (quinta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Madrigal Cruz Lopes part. especial Jacques Vandevelde (Bélgica)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo-Project: ENTRELACS - Maria Palatine, harpa/voz e Bernard Tirtiaux, voz (Bélgica)


21 de julho (sexta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo-Project: ENTRELACS - Maria Palatine, harpa/voz e Bernard Tirtiaux, voz (Bélgica)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Armando Becerra Málaga, harpa (Peru)

Orquestra de Cavaquinhos de Cabo Frio part. especial Jacques Vandevelde, harpa (Bélgica)


22 de julho (sábado)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Armando Becerra Málaga, harpa (Peru)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Soledad Yaya, harpa (Argentina)

· 18h. Museu do Exército (Forte de Copacabana) - Praça Cel. Eugênio Franco, 1 - Copacabana

Orquestra Violões do Forte part. especial Jesús Súares , Venezuela.


23 de julho (domingo)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Gabriela Milagros Rivero Gayoso, harpa (Peru)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Portinari - Soledad Yaya, harpa e Peter Pas, viola (Argentina/Canadá)


24 de julho (segunda-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Harper Duo - Fabiola Harper e Cesar Moya (Chile)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Gabriela Milagros Rivero Gayoso, harpa (Peru)


25 de julho (terça-feira)

· 13h. Fundação Biblioteca Nacional - Av. Rio Branco, 291 - Centro

Jesús Suárez, harpa llanera (Venezuela)

· 15h. Fundação Biblioteca Nacional - Av. Rio Branco, 291 - Centro

Harper Duo - Fabiola Harper e Cesar Moya (Chile)

· 18h. Fundação Biblioteca Nacional - Av. Rio Branco, 291 - Centro

Delfino Guerrero (México)


26 de julho (quarta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Delfino Guerrero (México)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Gabriela Milagros Rivero Gayoso, harpa (Peru)

· 19h. Espaço Cultural SESC Quitandinha - Av. Joaquim Rolla, 2 - Petrópolis

Orquestra Rio Camerata Part. Especial Vanja Ferreira, harpa (Brasil) Regência: Alexandre Rocha


27 de julho (quinta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Kevin Zabdiel, harpa (México)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Harper Duo - Fabiola Harper e Cesar Moya (Chile)

· 17h30. Academia Brasileira de Letras - Av. Pres. Wilson, 203 - Centro

Orquestra de Gaita de Foles Part. Especial Jacques Vandevelde (Bélgica)


28 de julho (sexta-feira)

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Grupo Fujiyama Nippon de Koto - Alejandro Barrios, Márcia Abe, Alex Takai e Ramon Pereira (Japão)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Elisabeth Remy Johnson, harpa e Juan Riveros, harpa (EUA)

· 19h. ARTE SESC - R. Marquês de Abrantes, 99 - Flamengo

Grupo Fujiyama Nippon de Koto - Alejandro Barrios, Márcia Abe, Alex Takai e Ramon Pereira (Japão)


29 de julho (sábado)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Elisabeth Remy Johnson, harpa e Juan Riveros, harpa (EUA)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Kobie du Plessis, harpa (África do Sul)

· 18h. Museu do Exército (Forte de Copacabana) - Praça Cel. Eugênio Franco, 1 - Copacabana

Kevin Zabdiel, harpa (México)


30 de julho (domingo)

· 11h. Trenzinho do Corcovado - R. Cosme Velho, 513 - Cosme Velho

Kevin Zabdiel, harpa (México)

· 13h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Elisabeth Remy Johnson, harpa e Juan Riveros, harpa (EUA)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Kobie du Plessis, harpa (África do Sul)


31 de julho (segunda-feira) - ENCERRAMENTO DO XVIII RioHarpFestival

· 12h30. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Kobie du Plessis, harpa (África do Sul)

· 15h. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - R. Primeiro de Março, 66 - Centro

Duo Vanja Ferreira, harpa e Helder Teixeira, flauta.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page