top of page

Copa do Mundo Catar 2022 - como fica a comunidade gay e as mulheres que forem ao evento?

Pela primeira vez um País islâmico sediara a Copa do Mundo,

e a cultura local provoca algumas mudanças comportamentais no evento esse ano.


Já será neste domingo(20) o início da Copa do Mundo do Catar 2022, e com a aproximação do evento, muitas ainda são as dúvidas no meio dos torcedores, de como terão de ser os comportamentos no País do o Catar (ou Qatar, em inglês).

São esperados mais de um milhão de turistas nas cinco cidades-sede:

- Doha;

- Al Khor;

- Al Rayyan;

- Al Wakrah e

- Lusail (esta última foi construída especialmente para a Copa).


Depois da polêmica sobre os artistas se apresentarem na Cerimônia de abertura da Copa, muita gente está se perguntando quais são as restrições culturais e comportamentais, que estarão valendo lá. Afinal, a cultura do Catar tem uma série de restrições que em outros países não são comuns, a exemplo o uso de bebidas alcoólicas nos estádios, demonstração de carinho em público, homossexualismo, público feminino poderá frequentar os estádios?


Posso viajar sozinha para o Catar?

Sim! Você não é obrigada a entrar no país acompanhada, porém, todos os torcedores, independentemente do gênero, deverão obrigatoriamente solicitar permissão de entrada no país. Para isso, deverão requerer o “Hayya Card”, no website .


Vou precisar usar burca, abaya ou hijab?

Não há esta necessidade do uso de vestimentas locais. Porém, em lugares públicos, (prédios do governo, museus e shopping centers), normalmente, é solicitado tanto aos homens quanto ás mulheres, que estejam com roupas que cubram os ombros e os joelhos. O Catar costuma se autodescrever como um “país conservador”, logo, evite também, roupas curtas, transparentes, decotadas e muito justas.


Quanto a restrição do público feminino existente nos países islâmicos. Será que isso vai afetar o principal evento esportivo do ano? poderão ir sozinhas aos estádios?

Segundo o comitê organizador do evento isso não será um problema no país.


"No Catar, não temos restrições ao acesso das mulheres aos estádio. Elas já assistem aos jogos há muito tempo”, afirmou Nasser Al Khater, vice-secretário-geral do Comitê Organizador da Copa do Mundo.

Como vemos, todas as mulheres poderão ir sozinhas aos estádios assistir aos jogos. Não há qualquer restrição, porém atenção as vestimentas.


No Catar, o acesso ao público feminino é permitido desde 1998.

Em 1998 a Federação de Atletismo do Catar organizou, pela primeira vez, uma competição com eventos esportivos femininos na qual a presença de mulheres era liberada. Isso significa que, apesar do wahabismo - uma das interpretações do islamismo sunita - dominar no país asiático, as fãs do futebol estarão despreocupadas quanto a isso.


Poderemos consumir bebida alcoólica?

As restrições em relação ao consumo de bebidas alcoólicas são aplicáveis no País, independentemente do gênero. Normalmente, é possível beber em determinados hotéis. Durante a Copa do Mundo, haverá locais designados para o consumo de bebida alcoólica, tais como as famosas - “fan zones”. É importante frisar que será proibido beber fora destas áreas designadas.



Carinhos e carícias em público

Tenham muita atenção, pois beijos, abraços, toque de mãos e outros tipos de demonstrações de carinho não são bem vistas em público. Isso vale para qualquer lugar. Esses atos são considerados obscenos pelo Código Penal do Catar.



O que é a Sharia, e qual seu impacto na vida das mulheres

A Sharia é o sistema jurídico do Islã, que os mulçumanos usam como guia. Em cumprimento aos mandatos, as mulheres devem ser submissas aos homens, o que não permite elas levar uma vida plena, produtiva e independente. Sendo assim, elas não têm permissão para, por exemplo, obter a custódia de seus filhos. Além disso, precisam de autorização para trabalhar ou viajar para o exterior até uma certa idade.


É crime ser gay no Qatar? Pode levar à prisão?

Em abril deste ano, o major-general Abdulaziz Abdullah Al Ansari reforçou que:

" Os turistas que vierem visitar o país, para o evento esportivo da Fifa, não devem demonstrar qualquer apoio à comunidade LGBTQIA+, e tampouco, levantar bandeiras do arco-íris, etc. - símbolo da comunidade. Façam isso em uma sociedade em que isto é aceito".

Segundo ele, os 28 dias (o tempo de duração da Copa do Mundo) do evento, não iriam impactar a "sharia", conjunto de leis islâmicas que rege o país, ou seja, eles não vão tolerar comportamentos não admitidos pelos códigos de conduta deles.


O que fala a lei deles?

O Código Penal do Qatar fala sobre a homossexualidade como uma prática criminosa, passível de uma pena de oito anos de prisão ou até mesmo de morte sob a "sharia", que funciona junto com a legislação.

É proibido haver relação sexual entre homens —não há menção a relações entre mulheres. Também não se fala sobre expressões públicas de afeto, como beijos e mãos dadas. O risco, porém, é de que a partir de uma dessas atitudes, a Justiça local entenda que houve relação e, assim, condene os envolvidos. A condenação pode aumentar dependendo da idade de um dos envolvidos. Um homem, por exemplo, está sujeito a pena de morte por se relacionar com um menino com menos de 16 anos.

Além de condenar o sexo fora do casamento para todas as pessoas, a legislação do Qatar prevê penalidades para qualquer homem, seja ele, muçulmano ou não, que "instigue" ou "induza" outro homem a cometer "imoralidades".

Segundo o Código Penal a pena para este crime é de até dez anos de prisão. Ou seja: manifestações pelos direitos LGBTs podem, sim, dar cadeia.



De acordo com o uma pesquisa realizada pela Human Rights Watch, as autoridades do Qatar prenderam pessoas em locais públicos, com base apenas em suas respectivas expressões de gênero.

Para liberar aqueles que foram presos, as autoridades exigiram que as mulheres trans detidas, tivessem que participar, de "sessões de terapia de conversão".


Fotos em estádios e redes sociais

É um hábito comum registrar os momentos incríveis das nossas viagens e, hoje em dia, é claro, também postar tudo nas redes sociais, mas tenha cuidado ao fazer isto no Catar.

Você não deve apontar a câmera para mulheres do Catar e observe bem, se não está pegando alguma pessoa sem autorização prévia. Isto lá, pode dar prisão.



bottom of page