top of page

Final do Brasileiro Interclubes de Golfe, o WCGC Brasil aconteceu no Rio de Janeiro


Neste fim de semana, o Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro, foi palco da final do Brasileiro Interclubes de Golfe, a seletiva do WCGC Brasil – braço nacional do World Corporate Golf Challenge (WCGC). O evento, organizado pela UniGolfe, contou com a participação na captação de Renata Fabris e Vanessa Fontana e reuniu 58 duplas representando diversos clubes de golfe do Brasil. A dupla vencedora Daod Nasser e Claudinei Regilio - Maringá Golf Club terá a honra de representar o país na maior competição corporativa de golfe do mundo: o WCGC - World Corporate Golf Challenge 2023, que acontecerá de 2 a 6 de outubro em Tenerife, Ilhas Canárias, na Espanha.


Comandado pela UniGolfe, empresa do Grupo Teleport, fundado no Porto Digital pelo empresário pernambucano Gildo Neves Baptista Júnior e Rosana Bezerra, o torneio contou com a participação de grandes talentos do golfe nacional. A UniGolfe promove e desenvolve o esporte no Brasil, e Gildo Júnior, além de CEO do WCGC Brasil, é vice-presidente do Campo Olímpico, um dos principais palcos do golfe no país.


O Campo Olímpico de Golfe, localizado na Barra da Tijuca, é um legado das Olimpíadas e o único do mundo. Em 2016, o campo recebeu o prêmio anual Green Star Award da revista Golf Digest, reconhecimento internacional que destaca o cuidado ambiental do local. Anteriormente, a área era uma mina a céu aberto que degradava o meio ambiente, mas atualmente se transformou em uma reserva ambiental, onde jacarés e capivaras convivem harmoniosamente com os golfistas em meio à vegetação nativa.


A sustentabilidade é um dos pilares do Campo Olímpico, evidenciando a prática da Economia Verde. Este conceito foi apresentado por Gildo Júnior no Fórum Internacional de Cooperação Ambiental de Macau (MIECF), importante evento de sustentabilidade da República Popular da China, realizado neste mês. Através da UniEconomiaVerde.com.br, mais uma universidade corporativa digital da Teleport, o empresário busca divulgar o golfe brasileiro e atrair parceiros para futuros negócios sustentáveis.


Durante o evento, além das disputas emocionantes no campo, o estande do Grupo Teleport trouxe exposições sobre a expertise em Educação à Distância e o case de sucesso do Campo Olímpico carioca. O objetivo é ampliar a divulgação do golfe no Brasil e atrair parcerias para projetos relacionados à sustentabilidade agrícola por meio da UniEconomiaVerde.com.br, uma iniciativa em parceria com a Fundação São Francisco de Assis, do Rio de Janeiro, que visa formar profissionais no universo agrosustentável.


Com um total de 58 duplas competidoras, o Brasileiro Interclubes de Golfe marcou uma emocionante jornada rumo à seletiva do WCGC Brasil. Agora, a dupla vencedora carrega não apenas a responsabilidade de representar o país na competição internacional, mas também a esperança de trazer orgulho ao golfe brasileiro.


Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page