top of page

Neuroma de Morton? Entenda essa condição que atingiu Lorena Improta


Professor em Neurocirurgia Felipe Mourão nos explicou o que seria Neuroma


Trata-se de uma espessamento do nervo digital comum, ocasionado pelo depósito de fibroblastos, que são células de reparo do corpo, no perineuro e no endoneuro.Este espessamento ocorre pela inflamação crônica do nervo digital comum entre a terceira e quarta articulação metatarsofalangiana (articulação dos dedos dos pés) causada por trauma.


Prof. Felipe Mourão explicou: “ Não podemos chamá-lo de um tumor verdadeiro apesar de receber o nome neuroma (massa do nervo). Acomete mais mulheres que homens e a faixa etária de início dos sintomas é aproximadamente 40 anos. Isso está diretamente relacionado aos hábitos de vida da população feminina.


O aparecimento do neuroma de morton é bastante comum e algumas vezes pode não apresentar sintomas clínicos e ser apenas uma conclusão nos exames de imagem. Disse Mourão


Segundo o especialista, o trauma é Mecânico, como andar com calçados apertados e altos por várias horas. Como no caso da Influencer Lorena Improta, que dança por horas em shows e presenças VIPs com calçados altos e mais estreitos. Felipe Mourão


Além disso, outra condição que altera o espaço entre as articulações por onde passa este delicado Nervo, é a Gravidez. Onde ocorre retenção de líquido, pelo efeito hormonal da gestação o que pode agravar o caso, diminuindo o espaço do nervo e aumentando o trauma e consequentemente maior espessamento do nervo e mais dor.


O aparecimento do Neuroma de Morton é bastante comum e algumas vezes pode não apresentar sintomas clínicos e ser apenas uma conclusão nos exames de imagem.

Como é a dor?

A dor ocorre com a compressão lateral da parte anterior do pé. Tecnicamente chamado de ante pé.

Sendo esta também uma manobra de exame físico para o diagnóstico.

Mas também pode ocorrer a dor com características neuropáticas, como dormência, formigamento, sensação de choque que pode acontecer irradiada para o terceiro e quarto dedos.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito através da história clínica do paciente e a característica da dor.

Nos casos mais avançados podemos realizar exames de imagens para investigação mais detalhada com exame de ultrassonografia do ante pé e o exame de ressonância nuclear magnética do pé, onde é possível dimensionar o tamanho e a extensão da lesão.

Tratamento cirúrgico

Nos casos graves onde o paciente apresenta crises de dor, levando a incapacidade de locomoção e incapacidade para atividades de vida diária, Em algumas situações são realizados tratamentos mais invasivos como a infiltração local com anestésicos.


E em casos mais graves o tratamento cirúrgico com a ressecção do nervo.


Professor em Neurocirurgia

RQE30113


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page