top of page

Migrar para outro país é pra você???


Olá. Para quem ainda não me conhece, me chamo Laci Sidney Vianna.´., sou CEO da LSVIP Empreendimentos, advogado pós-graduado em administração financeira e direito migratório, assessor jurídico da Câmara de Comércio Brasil-China-Egito, consultor de um banco de fomento, dentre outros afazeres. Tenho 08 escritórios no Brasil, em 05 estados diferentes, com mais de 22 advogados contratados. No exterior, conto com escritórios também nos EUA e na Europa. Atualmente, divido meu tempo de residência entre Brasil e Europa, prestando serviços de Consultor de Planejamento Migratório para brasileiros querendo ir para outros países (Europa e EUA) e Assessor de Migração em Adaptação jurídica e pessoal de Brasileiros que já estejam nos EUA ou em países europeus como Portugal, França e Espanha.

Feito as devidas apresentações, trago à baila o título deste artigo: - Migrar para outro país é para você?

Vamos iniciar analisando o SEU MOTIVO PRINCIPAL:


(01) Quer simplesmente morar no exterior por causa da segurança, da qualidade de vida, da manutenção da sua saúde física e mental?


(02) Quer se aprimorar pessoalmente (ou mesmo quer que seus filhos se aprimorem) nas melhores escolas e universidades do mundo?


(03) Quer trabalhar ganhando em moeda forte (Euro, Dolar, etc...)?

Enfim: A definição de seu motivo vai te dar o primeiro passo de seu planejamento (indo você sozinho ou com sua família) para morar fora do Brasil, de forma legal e com muita segurança. Ou seja, definirá sua META e consequentemente “o quanto” você estará disposto a abrir mão e pagar por este seu desejo, incluindo aqui as suas escolhas financeiras de qualidade de vida e consumos diários (mesmo que só no início).


Claro: Você não precisa ser rico para morar fora... Mas, precisa se planejar com antecedência, de no mínimo 06 meses – ideal, um ano. Ou seja, será possível, e bem mais fácil, se você se planejar, mas não permita que o excesso de planejamento o(a) paralise. Reconhecer suas dificuldades não significa impossibilidade de transpassa-las. Apenas que uns necessitarão de mais tempo e outros de menos tempo. Mas, sempre será possível vencê-las.


O segundo passo é DEFINIR A DATA, transformando seu SONHO em META. Isto te permitirá começar a burocracia da documentação – quase toda terá de ser apostilada em cartório; as certidões terão prazo de validade; a documentação escolar das crianças e a validação de diplomas envolvem muitas burocracias); O prazo para análise de visto pelos consulados e países, após entrada, variam de 90 a 180 dias. E quando chegar em outros países, conseguir uma moradia (compra de imóvel próprio ou locação) variam muito, de país para país. Em Portugal, na região de Lisboa – capital -, a escassez de imóveis para compra ou locação é enorme.

Sem assessoria profissional, com um responsável fiscal junto ao governo português, você não consegue finalizar seu NIF (equivalente ao CPF brasileiro) – que está demorando de 01 a 02 meses para agendar -; não consegue finalizar seu NISS (equivalente ao PIS/PASSEP no Brasil) – obrigatório para ter um contrato de trabalho válido e ter sua tão sonhada “autorização de residência” autorizada pelo SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, equivalente a Polícia Federal Imigratória), que tem um agendamento pessoal médio de 03 a 06 meses.

A burocracia é enorme. É possível fazer tudo sozinho. Mas, com um profissional qualificado lhe representando, a possibilidade de erros e a agilidade ganhada, inclusive com os prazos, é enorme.

Portugal, apesar de ser um dos salários mais baixos da Europa, é infinitamente maior que no Brasil, e em geral, dá pra se viver com qualidade. E lhe dará a dupla cidadania por jus solis em 05 anos. Ou seja, em 05 anos, caso você vá sem parentes que lhe deem o jus sanguinis, se tornará cidadão europeu. Lembrando a você que, qualquer salário, em geral, deixará 01/04 avos dele – 25% - só nos impostos social e de renda. Uma boa assessoria pode checar como está as vagas de emprego na sua área, caso você pretenda vir a trabalho. Pode também te auxiliar com a inscrição de profissional liberal ou mesmo na abertura de sua própria empresa, pesquisando lugar – se física ou digital -, fornecedores, etc...

Nossa consultoria é completa e tem para todos os bolsos. Atuamos com todos os vistos, como de Renda Própria, Estudante, Transferência de Aposentadoria, etc...

Ou seja, sem planejamento e assessoria qualificada, você estará gastando em Euros e sem poder trabalhar legalizado(a) neste período. E gastar em Euros é complicado para quem tem Real. Por exemplo: A comida em Portugal é tida como barata. Em média, por mês, se gasta 250 Euros com supermercado (Aproximadamente R$ 1.500,00). Entretanto, ao chegar em Portugal, sem um imóvel arrendado por ano, ficará em hotel ou em lugares que é proibido cozinhar. Assim, terá que ir para restaurantes. A média por refeição é 15 Euros (R$ 90,00) (refeição barata e por pessoa). Almoço e jantar, com um café da manhã básico de 10 Euros - Um “sumo de laranja” (suco de 200ml) – 3 Euros -, uma “Tosta Mista” (Misto quente) – 5 Euros – e um cafezinho – 2 Euros - ficam em média R$ 60/dia. - , fica em 40 Euros por dia. Ou seja, aproximadamente R$ 240 por dia, por pessoa. Em 30 dias, gastará R$ 7.200 (1.200 Euros) apenas com refeição, em se tratando de refeição barata. Em média, nas minhas, incluo vinho e uma boa opção do cardápio e gasto de 50 a 100 Euros por dia.

Uma habitação de um T1 ou T2 – assim são chamados os apartamentos pequenos de 01 a 02 quartos em Portugal -, no centro de Lisboa, variam de 1.500 a 2.500 Euros (R$ 9.000 a R$ 15.000) por mês. Para lugares mais longes e baratos, que dependem de ônibus ou Comboio – trem em Portugal –, sem acesso a Metro, variam de 800 Euros a 1.000 Euros. Cabe ainda ressaltar que, para locar, precisa ter fiador – o que não é muito fácil – ou dar caução de 03 meses e uns 05 pagamentos extras de aluguel. Ou seja, para locar bem, tem que ter, em geral, o valor de 08 (oito) alugueis livres na assinatura do contrato.


Cabe ainda, caso tenha filhos, lembrar que as escolas aqui iniciam em setembro. Se for chegar antes ou depois disto, tem que definir onde vai morar primeiro para checar a opção de escolas no “bairro” – aqui chamados distritos -. A adaptação delas gerará um estresse extra ao aluno brasileiro: O ensino é muito mais puxado. As notas brasileiras, em conversão, ficam bem aquém. O inglês se torna fundamental. Afinal, apesar de estar em Portugal, em geral, em muitos lugares, não se encontram pessoas falando em português, mas sim, inglês e francês.


Todos estes percalços podem ser amenizados com uma boa assessoria migratória, tanto no Brasil – quando for preparar toda a documentação para seu visto -, quanto na chegada ao novo país. A LSVIP presta esta assessoria com expertise, de forma profissional e consciente. Atuamos com todos os tipos de visto - Que tal tirar suas dúvidas com um profissional qualificado? Agende uma consulta e vamos avaliar pessoalmente o seu caso e te dar informações precisas e corretas.


Se, após a consulta, confirmar seu interesse em migrar, terá toda assessoria profissional, optando por fazê-la só no Brasil (Planejamento Pessoal e Processo Legal Migratório, documento a documento, passo a passo, com preenchimento de formulários, agendamentos, equiparação de documentos e diplomas, apostilamentos, etc...) ou também no exterior (Consultoria na locação e compra do imóvel; registro nos serviços de Água, Luz, Gás, Telefonia e Internet; preparação antecipada de NIF, NISS de todos, inclusive das crianças que vão precisar para a escola; Agendamentos em Órgãos Oficiais, incluindo regularização no sistema de saúde e licença para dirigir; Auxilio em Abertura de Empresas, Registros Autônomos; Direcionamento de bons Contadores, Advogados e outros profissionais necessários ao conforto de sua vida, dentre diversos outros serviços.

E, se a migração não for pra você, você estará apto a seguir em frente, tendo gastado apenas com o valor da consulta. Acesse nossos contatos e agende sua entrevista online ainda hoje.


Apenas para ilustrar, ressalta-se que as informações online, mesmo em sites oficiais, nem sempre são atualizadas e precisas. Por exemplo: Um de nossos clientes foi a Portugal por um dos Cruzeiros em transatlânticos – demoram 12 dias na travessia, ficando 10 dias sem internet, pois só funciona via satélite, e tirando texto, não se consegue mandar vídeo, foto ou acessar sites, quiçá trabalhar... -. No porto desceu – Doca do Jardim do Tabaco, em Lisboa – e, neste local, não tinha controle de passaportes – entrava quem quisesse, sem checagem ou carimbo de visto. Após se estabilizar, o cliente tentou agendar sua entrevista pessoal no Portal das Finanças para fazer seu NIF (tipo CPF) – sem ele, não tem como abrir conta bancária, assinar contratos, etc... - e não podia, pois não tinha carimbo no passaporte, nem de visto de entrada em Portugal ou no território europeu (Schengen). Procurou o site do SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras -, que informa que teria que fazer uma “Declaração de Entrada” e apresentar pessoalmente em uma agência, com recibo de entrega. Perdeu seu dia indo em agências do SEF diferentes – Alcantara, Marquês de Pombal, etc... -. Nenhuma aceitava pessoalmente – apesar desta informação estar no site -. Teria que mandar por correios ou por e-mail – ambos demorando mais de 05 dias para resposta e sob risco de ter que pagar multa quando fosse sair do país, além de sujar sua ficha na imigração.


Ou seja, mesmo seguindo informações de sites oficiais, sem o conhecimento local de um bom advogado ou consultor migratório, uma vez que os sites estão, em geral, desatualizados com os procedimentos legais, não vale a pena arriscar. Outro exemplo: No site oficial, no visto de “procura de emprego” alega que sairão já com o NIF e com o NISS. Esta informação não procede. Terá que chegar em Portugal – perder 30 dias com agendamento para o NIF e mais 40 dias com agendamento para o NISS. E sem isto, o seu empregador não poderá te gerar um Contrato de Trabalho Subordinado. Se, na data de agendamento marcada no seu visto junto ao SEF, não tiver o Contrato de Trabalho Subordinado válido e não tiver a comprovação de residência – só fazem contrato de locação com o NIF -, não terá a aprovação da sua residência no país e não terá seu visto válido.


A LSVIP irá lhe auxiliar, no Brasil, com a toda instrução do seu pedido de visto, incluindo organização da documentação a ser apresentada e embasamento legal adequado para pedi-lo, inclusive com recursos contra uma eventual “Intenção de Indeferimento” do seu visto, por parte do governo português. Já em Portugal ou em outros países que compõem nosso portfólio de atendimento, iremos lhe ajudar ANTECIPADAMENTE a ganhar tempo com nossos profissionais in loco. Para saber se a Assessoria é necessária no seu caso, agende ao menos uma consulta conosco. Com certeza, será um investimento barato e essencial para você.


Resolveu contratar nossa assessoria? Seja bem-vindo(a) ao time LSVIP, onde todos os clientes se tornam amigos e, dos quais, não largamos a mão. Não sendo o seu caso, terá gasto apenas com a consulta.

Lembre-se: Você pode fazer o processo migratório todo sozinho, mas uma Assessoria Profissional é recomendada. Na maioria das vezes, o “fazer sozinho” sai muito mais caro...

"Somos Pessoas Simples... Contentamo-nos apenas com o melhor"

"We're Simple People... We demand nothing but the Best"


LSVIP_contatos
.pdf
Fazer download de PDF • 752KB


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page