top of page

Lourdes Catão, icônica ... Partiu e partiu nossos corações!!

Atualizado: 19 de mai. de 2020

Por Thiago de Menezes



Eram meninas no tempo do Ingá, ela e a irmã Maria Helena Prazeres (depois Gondim em casamento), já introduzidas na sociedade e amigas de nossas Macedo Soares, o que prevaleceu vida a fora. Netas de Otto Prazeres, secretário particular de Getúlio Vargas, fato que deu livre acesso aos salões. Depois, casada com o empresário catarinense Álvaro Luiz Bocayuva Catão, que atuava em mineração, indústria química e portuária, conquistou o respeito admirativo de leitores de revistas como o Cruzeiro e Machete. Brilhou, como poucas, na sociedade internacional, figurando em listas de "10 mais" elegantes do mundo, como Perla de Lucena e Elisinha Moreira Salles. Carioca, morou por muitos anos em Paris e Nova York. Remanescente da safra de mitos sociais como Dolores Guinle, Cármen Mayrink Veiga, Josephina Jordan. Beki Klabin, Edyala Santo Domingo e Thereza Souza Campos, única ainda viva; Lourdes - na primeira foto, by Romy Di Vitti, comigo em uma homenagem ao saudoso Jorginho Guinle e na segunda, tendo sua beleza enaltecida por Antonio Guerreiro - era, aos 93 anos, a memória viva do high carioca dos anos 40, 50 e 60. R.I.P!


Por Thiago de Menezes (Adido de Imprensa e jornalista / colunista de ABSOLUTE Rio)

bottom of page