top of page

Janeiro branco: mês de conscientização aos cuidados de saúde mental

Neurocirurgião Kleber Duarte faz alerta sobre o tema é diz: equilíbrio é fundamental

Alguns hábitos, como se exercitar, uma alimentação nutritiva e balanceada, tomar bastante água, meditar, ajudam na qualidade de vida e também a produzir hormônios, como a serotonina e endorfina, que contribuem para a sensação de bem estar.

Em muitos casos, a ansiedade, a tristeza e falta de ânimo não são passageiras, são de causa patológica. Ou seja, é um transtorno mental e se não tratado, ajuda a desenvolver outras doenças e gerar um estresse maior na pessoa.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019, quase um bilhão de pessoas, incluindo 14% dos adolescentes do mundo, viviam com um transtorno mental. O suicídio foi responsável por mais de uma em cada 100 mortes e 58% dos suicídios ocorreram antes dos 50 anos de idade.


As pessoas com condições graves de saúde mental morrem em média 10 a 20 anos mais cedo do que a população em geral, principalmente devido a doenças físicas evitáveis. A depressão e ansiedade aumentaram mais de 25% apenas no primeiro ano da pandemia

O Neurocirurgião do Hospital das Clínicas, em São Paulo, Dr Kleber Duarte, especialista em dor e doenças neurológicas, explica que somos seres integrados e que a dor física contínua, crônica, e imotivada faz a mente sofrer e com isso compromete o equilíbrio e a saúde mental. Fenômenos mentais como catastrofismo e vitimismo podem piorar os sofrimentos físicos.


Segundo o especialista do sistema nervoso, existe uma regra : manter relacionamentos saudáveis e diversificados. “A interação com outras pessoas ajuda na saúde mental.

Já vi indivíduos que trabalham bastante e que fazem questão de manter atividades físicas com regularidade, uma alimentação saudável e equilibrada, mas têm dificuldades nas relações. Ou seja, simplesmente estão estressando a mente e o corpo. Sei que isso pode parecer clichê, mas equilíbrio é essencial”, ressaltou o neurocirurgião Kleber Duarte.


bottom of page