top of page

Saúde e nutrição: Como adotar uma alimentação mais saudável e vegana

Atualizado: 11 de abr. de 2023


Chef dá dicas de como adotar a alimentação livre de derivados de animais O dia da saúde e nutrição, celebrado no dia 31 de março, foi criado no Brasil para incentivar os brasileiros a cuidarem mais da alimentação. De acordo com informações do IBGE , 60,3% da população adulta brasileira apresenta excesso de peso, o equivalente a 96 milhões de pessoas. Como forma de evitar riscos maiores como a obesidade, diabetes e problemas cardíacos, esse dia se torna fundamental. Alinhado a isso, o número de adeptos ao veganismo é cada vez maior. Quem opta por uma alimentação vegana não está indo atrás de modismos, mas sim de uma alimentação sustentável, de qualidade e saudável. “Adotar o estilo vegano é uma escolha pessoal, mas grande parte dos seguidores atribuem a opção a questões éticas e à preocupação com o meio ambiente. E há quem cite questões de saúde”, destaca Carolina Carvalho, chef vegana. A maior vantagem de uma alimentação inclusiva, como a vegana, é proporcionar qualidade de vida e saúde, principalmente por ter sabores variados, muita criatividade, além de diversas possibilidades, em que o corpo se beneficia com melhor desempenho para manter a resistência às doenças. “O cardápio vegano além de saboroso, tem todos os nutrientes necessários que uma dieta precisa, em qualquer fase da vida, segundo a própria Academia de Nutrição e Dietéticos dos Estados Unidos, que é uma das mais respeitadas instituições do ramo”, ressalta a chef.

Por onde começar?

Algumas pessoas acham fácil a transição para um estilo de vida baseado em vegetais, enquanto outras têm dificuldade. Elas sabem que querem fazer isso, mas também sabem que alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Uma boa medida inicial é “veganizar” as refeições favoritas. Hoje em dia é tão fácil encontrar produtos veganos substitutos de carne. É possível encontrar de tudo, desde bifes, sanduíches de ‘carne’, linguiça e até ovos mexidos que não contenham ovo. “Também pode ser muito útil obter alguns aplicativos para ajudar a identificar ingredientes veganos ou encontrar lugares para comer. Procure opções que você gosta e que funcionem para você”, conclui Carolina Fonte: Carolina Carvalho, publicitária e chef vegana desde 2014. Instagram @/futurocomcarol Foto: Fonte - Internet

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page