top of page

Passaporte do Bicentenário da Independência do Brasil é lançado no RJ


Uma viagem na história que antecede o 7 de setembro de 1822 e vai até o fim do Império


Já pensou em refazer o caminho percorrido por D. Pedro I durante o processo de Independência da então colônia de Portugal? A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj) e o Consulado Geral de Portugal, com apoio da Câmara de Comércio e Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Caerj), vão lançar o Passaporte do Bicentenário da Independência do Brasil, na próxima quinta-feira, 1º de setembro, às 17h, no Palácio São Clemente, em Botafogo.


A trajetória da família real será traçada em uma espécie de guia turístico e histórico, disponível em versão on-line, que mostra nove espaços e monumentos que foram palco de grandes momentos para a formação da República. A jornada começa com a chegada da colônia portuguesa, passa pelos reinados de D. Pedro I e D. Pedro II, até o fim do período imperial, e se encerra no primeiro centenário da Independência, em 1922.


Entre os locais recomendados à visitação no Estado do Rio, estão a Praça XV, a Estátua Equestre de D. Pedro I, a Academia Brasileira de Letras (ABL), o Cais do Valongo e o Campo de Santana (todos no Centro), os Caminhos de Minas (entre Duque de Caixas e Miguel Pereira), as Fazendas do Café (na região do Vale do Paraíba), o Museu Imperial (em Petrópolis) e a Estação Ferroviária De Barra Mansa.

"Durante quase dois séculos, a capital do Brasil foi aqui, no Rio de Janeiro. O nosso Passaporte do Bicentenário fala muito sobre o processo de Independência, que para além da capital, tem marcas deste período histórico espalhadas por todo território fluminense. É a tecnologia e a documentação trabalhando em harmonia para estabelecer conexão entre passado e presente", explica a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros.


Para o diretor executivo da Autoridade do Desenvolvimento Sustentável - responsável pelas celebrações do Bicentenário -, o passado do Rio de Janeiro como capital federal precisa ser valorizado. “Vamos juntos vivenciar a memória de cada espaço. O Bicentenário permite imaginar cada época do passado numa nova dimensão para o momento de hoje”, destaca Paulo Protasio.


A solenidade também terá a presença dos contemplados na categoria B - voltada para projetos relacionados ao Bicentenário da Independência - do edital Retomada Cultural RJ 2. A chamada pública contemplou 800 candidatos, com premiação total de R$ 40 milhões ao setor, sendo metade deste valor e número de vagas para a categoria B.


O lançamento do Passaporte do Bicentenário contará com a apresentação da Orquestra Sinfônica Jovem Chiquinha Gonzaga – formada por meninas da rede pública de ensino e em homenagem à primeira mulher regente do país. A orquestra juvenil seguirá para Portugal no final de outubro, onde participará das comemorações em homenagem ao Bicentenário da Independência do Brasil.


“É uma honra para a Caerj apoiar o lançamento e a divulgação deste histórico passaporte. A riqueza da cultura fluminense e seus pontos turísticos, alinhados com a histórica relação Brasil-Portugal, são um patrimônio da sociedade fluminense”, completa o diretor executivo da instituição, Mario Scangarelli.


A versão online do Passaporte do Bicentenário ficará disponível para a população a partir do dia 1º de setembro, no site da Sececrj, por meio do link: http://cultura.rj.gov.br/.


Lançamento do Passaporte do Bicentenário da Independência do Brasil

1º de setembro de 2022, a partir das 17h

Palácio São Clemente – Rua São Clemente, 424, Botafogo, Rio de Janeiro

Assessoria de imprensa da Sececrj:

Aaron Cesar (21) 99292-5551 ascomcultura@gmail.com


Assessoria de imprensa da Caerj:

MPF Comunicação – Midiática: Palavra & Foco

Patrícia Fernandes (21) 99596-7085 patricia.fernandes@mpfcomunicacao.com.br

Caio Avelino (21) 98276-2187 caio.avelino@mpfcomunicacao.com.br


Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page