top of page

Liderança feminina na moda, Patricia Carta, da Harper’s Bazaar, prepara relançamento da publicação

Com mais de quatro décadas no mercado editorial de moda, Patricia Carta se prepara para lançar o novo projeto gráfico da Harper’s Bazaar, às vésperas dos 12 anos da publicação no Brasil

Aclamada como um dos nomes mais importantes no mercado editorial nacional, Patricia Carta é a publisher da Harper’s Bazaar Brasil e, às vésperas de comemorar os doze anos da publicação no País, prepara o lançamento de um projeto gráfico inédito na edição de setembro/2023. Essa é a primeira vez em que o título ganha uma repaginação completa desde que chegou em solo brasileiro, em novembro de 2011.

Considerada a publicação de moda mais longeva da atualidade, a Harper’s Bazaar (originalmente lançada em Nova York, em 1867), ganhou sua edição brasileira em novembro de 2011, quando Patricia Carta a trouxe um ano depois de deixar de publicar a Vogue Brasil, pelo selo da Carta Editorial. A editora, criada em 1976 pelo pai, o jornalista italiano Luis Carta (1936 – 1994), tem história longa no mercado nacional.

Depois de trazer Vogue para o Brasil, em 1975, pela Editora Três, criou a própria editora de títulos de luxo, através da qual passou a publicar a revista no Brasil durante onze anos. Antes disso, trabalhou na editora Abril, onde foi responsável por lançar outras revistas femininas, como a Claudia, em 1968.

Patricia, que atuou como diretora de moda da Vogue e da Folha de S. Paulo, assumiu a direção da Carta Editorial em 2003, sucedendo o irmão, Andrea Carta. No comando da editora, ressignificou a imagem de moda no país para o século 21, além de contratar a primeira diretora de redação mulher na publicação, a jornalista Daniela Falcão.

Com a mudança da Vogue Brasil para uma segunda editora em 2010, depois de 35 anos sob a assinatura da Carta Editorial, a publisher trouxe para seu portfólio a Harper’s Bazaar, estreando o título de moda mais longevo do mundo no Brasil. A primeira edição, em novembro de 2011, contou a top Gisele Bündchen na capa.

Ao longo da década seguinte, Patricia Carta transformou a revista em uma marca multiplataforma, conquistando mais de 450 mil seguidores nas redes sociais e milhões de visitantes online. Sob o olhar contemporâneo, Bazaar foi responsável pela primeira publicação de moda brasileira a ser fotografada com um celular (em julho de 2016) e por capas irreverentes, apostando na diversidade de personagens nas edições, incluindo influenciadores e figuras de reality show – antes um tabu no mercado editorial de luxo.

Presença constante nas semanas de moda internacionais, Carta expandiu o título para outras publicações, como a Harper’s Bazaar Noiva, Art e Kids – a única do setor no País dedicada ao público infantil. Em 2022, lançou a Harper’s Bazaar Man que, em agosto de 2023, teve sua terceira edição com o rapper carioca Filipe Ret em uma capa que viralizou nas redes ao repensar a masculinidade do homem brasileiro.

Na nova década, Patricia enxerga um futuro agitado: em setembro de 2023 – o mês mais importante na indústria da moda –, comandou a repaginação completa da Harper’s Bazaar Brasil ao lado de um time intergeracional, com um projeto gráfico inédito em sintonia com os novos tempos da mídia impressa internacional.

Fotos Camila Queiroz e vídeo de Marisa Araujo


Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page