top of page

Caetano Veloso recebe o Prêmio UBC em cerimônia com estrelas da música brasileira

Gilberto Gil, Luísa Sonza, Criolo, Giulia, Ferrugem, Paula Lima, Jão e diversas personalidades participaram da homenagem ao artista

Rio de Janeiro, 06 de dezembro - Caetano Veloso foi o grande homenageado do Prêmio UBC 2023, que reuniu dezenas de grandes nomes da música brasileira e personalidades, na noite desta terça-feira, 05 de dezembro. O evento realizado na Casa UBC, no Rio de Janeiro, contou com apresentações ao vivo de Gilberto Gil, Luísa Sonza, Criolo, Ferrugem, Paula Lima, Jão, Giulia, João Gomes, Jaques Morelenbaum, Tim Bernardes, Pretinho da Serrinha, Zeeba e Ritchie, além do próprio homenageado.

A atriz Mariana Ximenes, a apresentadora da noite, abriu as homenagens chamando ao palco a cantora e presidente da UBC, Paula Lima, que apresentou a canção “Festa Imodesta”. Foi só o início de um show memorável. O que se viu depois foi uma sequência de talentos da música brasileira interpretando hits de Caetano. Ferrugem emprestou a voz para “Você é linda”, enquanto Luísa Sonza cantou “Não me arrependo”.


O espetáculo seguiu com João Gomes entoando “Oração ao tempo”. Tim Bernardes, Jaques Morelenbaum e Pretinho da Serrinha se uniram em “Trilhos urbanos”. Enquanto Zeeba embalou a plateia com “You don’t know me”.


A cantora Giulia interpretou o hit “London London". Ritchie apresentou “Shy moon". Jão fez dobradinha com “Canto do povo de um lugar” e “Leãozinho”, Criolo revelou sua interpretação de “Desde que o samba é samba” e o maior parceiro de Caetano, Gilberto Gil, emocionou a plateia com “Coração vagabundo”, preparando o terreno para o ponto alto da noite.


Depois de tantas homenagens, um emocionado Caetano Veloso recebeu o Prêmio UBC 2023. E finalmente subiu ao palco reunindo todos em uma só voz com “Odara”.

A União Brasileira de Compositores, maior sociedade de gestão coletiva de direitos autorais do país, criou o Prêmio UBC em 2017. Na estreia, o homenageado foi Gilberto Gil, maior parceiro autoral de Caetano. Nos anos seguintes, Erasmo Carlos, Milton Nascimento, Herbert Vianna, Djavan e Alceu Valença. Agora, o Prêmio do Compositor Brasileiro segue em boas mãos. Com uma carreira de mais de seis décadas, somando 642 composições registradas e 1988 gravações como intérprete, Caetano construiu uma obra inigualável, marcada pela autenticidade e renovação.

Com 56 álbuns lançados, sendo 30 de estúdio, 20 ao vivo e 6 coletâneas, o artista tem o reconhecimento não apenas de uma imensa comunidade de fãs no Brasil e em todo o mundo, mas também da indústria musical. Caetano foi 5 vezes indicado ao GRAMMY Awards, tendo vencido em 2001 e 2002 na categoria Melhor Álbum de Música Global. Além de ter sido 29 vezes indicado ao Latin GRAMMY, dos quais venceu 13 troféus, em diversas categorias.

SOBRE A UBC

A União Brasileira de Compositores - UBC é uma associação sem fins lucrativos, dirigida por autores, que tem como objetivo principal a defesa e a promoção dos interesses dos titulares de direitos autorais de músicas e a distribuição dos rendimentos gerados pela utilização das mesmas, bem como o desenvolvimento cultural. A UBC foi fundada em 1942 por autores e atua até hoje com dinamismo, excelência em tecnologia da informação e transparência, representando mais de 50 mil associados, entre autores, intérpretes, músicos, editoras e gravadoras.


Fotos de Miguel Sá

Vídeo de Marisa Araujo


bottom of page